Skip to content

Uma interpretação caseira do tingimento de “chaleira”

Estou descobrindo que tingir fios é uma coisa deliciosa de fazer! Não sou craque do assunto e sigo experimentando! Gosto demais dos tingimentos à mão com a técnica kettle dye, e tenho pesquisado na internet para entender um pouco mais sobre o processo. Mas são tantas informações disponíveis que resolvi arriscar uma interpretação pessoal do que li sobre a técnica e sobre um tutorial de tingimento gradual no site KnitPicks.   A preparação é a mesma descrita no post anterior: o fio deve estar em meada longa e ficar de molho na mistura de água com vinagre. Não é uma medida exata e coloquei de 3 a 4 colheres de sopa de vinagre para cada 1,5lt de água. O frasco de vidro utilizado tem capacidade para 2 litros de água (aprox 5 colheres). Se o cheiro do vinagre incomodar, relaxe porque ele desaparece quando o fio seca e conforme vamos manuseando. Tenho tido mais sucesso nos tingimentos quando o fio está realmente encharcado. Nesse tingimento foram 24hs de molho porque acabei me distraindo e fazendo outra coisa! Apenas certifique-se de que o fio está uniformemente molhado até que nao hajam mais bolhas de ar. O fio usado foi o Bare Shadow Lace (100% lã merino - 880y / 804m) do KnitPicks que é próprio para tingimentos.             O pigmento foi Jacquard Acid Dye para seda, lã, nylon, penas ou qualquer outra fibra à base de proteína, que é um espetáculo à parte pela qualidade e pela variedade de cores lindas. O nosso equivalente nacional é o Vivacor da Guarany, também de excelente qualidade. Você também vai precisar de um vidro com capacidade para acomodar todo o fio, uma panela grande, uma colher de pau de cabo longo (ou utensílio similar que possa ser usado como uma barra de suporte), filme de poliéster próprio para cozinha (aqui no Brasil a embalagem diz "filme de poliéster para churrasco"), uma vasilha tipo bowl de vidro que vá ao microondas, uma toalha escura (e que não tenha problema se por acaso manchar de tinta) e luvas (se quiser evitar sujar as mãos com os pigmentos).                 Como eu queria aquele efeito onde o fio parece ter intensidades diferentes da mesma cor, com uma leve intervenção de uma outra cor, escolhi o laranja Burnt Orange e o tom Salmon. Então, se você buscar o mesmo efeito, escolha duas tonalidades próximas, sendo uma mais escura/intensa do que a outra. Se estivesse usando o corante Vivacor, eu poderia ter escolhido o Azul e o Azul Natier, por exemplo! Corante Vivacor 40gCorante Vivacor 40g Neste tingimento vamos adicionando água quente durante todo o processo, então mantenha uma chaleira por perto, seja no fogo ou na tomada. E monte um "super" banho maria, com uma panela grande o suficiente para cobrir pelo menos metade do frasco de vidro onde vai estar o fio com pigmento, como na foto. Coloque o fio encharcado no escorredor apenas para que escorra o excesso, enquanto coloca 1 litro de água quente no recipiente de vidro. Adicione 1/2 colher de sopa (aprox 3gr) do pigmento mais escuro (aqui foi o Burnt Orange) e misture até que fique homogêneo. Prepare a panela com água quente do banho maria. Levante a meada na vertical e comece a enrolar no cabo da colher de pau, como se fosse um espaguete, até aproximadamente metade do comprimento da meada. Posicione a colher de pau com o fio enrolado na diagonal da boca do frasco, de forma que a parte da meada que está pendurada se acomode na mistura de água quente e pigmento. Em seguida e com cuidado, coloque o pote com a colher de pau e o fio dentro da panela já preparada com água quente e no fogão/fogareiro por 5 minutos.               Em seguida adicione 400ml (2 copos) da água quente da chaleira e desenrole metade da meada que está na colher de pau (aproximadamente 1/4 do comprimento da meada na vertical) e deixe por mais 5 minutos.               Enquanto isso, no mesmo copo que você está usando, encha de água quente da chaleira e adicione 1/3 de colher de sopa (aprox 2gr) do pigmento mais claro (aqui foi o Salmon) e misture até ficar homogêneo. Passados os 5 minutos anteriores, solte toda a meada dentro do frasco de vidro, usando a colher de pau para acomodar (como na próxima imagem). Em seguida adicione a mistura de pigmento que está no copo.                 Certifique-se de que todo o fio está coberto pela mistura. E deixe por mais 5 minutos ou até que a última parte da meada colocada no frasco esteja tingida com a cor mais clara. Aproveite esse tempo para colocar um pedaço de aproximadamente um metro do papel de poliéster por cima da vasilha de vidro. Então, com cuidado e com a mesma colher de pau, vá tirando a meada do frasco de vidro e acomode sobre o papel e dentro da vasilha.               Vire um pouco da água morna da chaleira (1/2 copo ou 100ml) e uma colher de sopa de vinagre, acomodando com a colher de pau. Dobre as extremidades da folha, como que embrulhando toda a meada. Em seguida, também como no outro post sobre tingimento, colocar no microondas por 5 minutos intervalando cada minuto com 1 minuto de pausa. E voilà!               Espere esfriar um pouco e vá tirando a meada da vasilha e passando para o escorredor posicionado numa pia. Delicadamente vá comprimindo para tirar o excesso de água. Quando sentir que está ok, coloque a meada para secar. Se seu local de secagem for dentro de casa, coloque a meada esticada sobre a toalha escura numa superfície horizontal (podendo ser até mesmo o secador). Quando não estiver mais pingando, você pode remover a toalha e posicionar a meada como uma peça de roupa dobrada pela metade. Você provavelmente vai observar mudanças bruscas e irregulares de tons. Depois de seco e enrolado, o resultado foi esse: (eu adorei!!!)           PeaceKnitLove, Paula
No Comments Post a comment
  1. Nina,
    Amei. Ficou lindo demais. Quero fazer isso contigo, um dia 😉
    Beijos

    July 16, 2011
  2. Greeeeeeeeat Blog Love the Infomation you have provided me .

    August 4, 2011

Leave a Reply

You may use basic HTML in your comments. Your email address will not be published.

Subscribe to this comment feed via RSS